Tema – Sustentabilidade

Estamos em 2021 e a palavra que mais soa nos nossos ouvidos (para além de covid-19), é sustentabilidade. Já não há desculpas e todos os dias há mais informação sobre os prejuízos que causamos ao Planeta. 

Mas, afinal, o que é isso da sustentabilidade?

Segundo o dicionário priberam da língua portuguesa, é um modelo ou sistema que tem condições para se manter ou conservar.

Não existe uma receita secreta e, diria até, que não existe um primeiro passo para iniciar este processo de sermos mais sustentáveis. Podemos começar onde quisermos, quando quisermos e, claro, se quisermos!

A nossa jornada pode iniciar com pequenos gestos como repensar nas acções que tomamos todos os dias: ao colocarmos um recipiente de água para aquecer o banho conseguimos poupar cerca de 10 litros de água potável por dia (300 litros de água/mês e 3000 litros/ano), por pessoa. Desligar os aparelhos que temos em stand by (carregadores de telemóveis ligados uma noite inteira, computadores sempre ligados à corrente e secadores na tomada são alguns exemplos) consome até 10% do consumo energético doméstico.

Mas, das decisões mais impactantes de todas, é a forma como escolhemos consumir – enquanto consumidores estamos a escolher (e votar) em produtos/empresas que tenham uma voz mais justa e sustentável.

Quando iniciamos esta jornada, pensamos em práticas mais eficazes e que sejam menos prejudiciais ao ambiente (e, sendo sinceros, à nossa carteira). Gestos que pretendem ser simples e exequíveis mas, quando postos em prática, parece que todo o esforço é pouco e inalcançável.

Isto acontece porque nos tornamos mais conscientes do descarte de toneladas de recursos (não apenas de plástico mas também de água, alimentos e têxtil) e queremos acabar com este ciclo sozinhos, o que dificilmente será possível.

Felizmente que esta causa tem tido cada vez mais apoiantes e até já é possível encontrar peças de arte feitas com diversos materiais: tecidos criados a partir de cascas de laranjas; calçado com borras de café, cogumelos e mesmo lixo apanhado em costas de praias portuguesas; até as teias de aranha são agora uma alternativa à seda… e tudo isto feito em Portugal!

A felicidade depende de todos nós. Pensar antes de comprar e, fundamentalmente, comprar para durar, ajuda a carteira e o Planeta agradece.

Texto por Mariana Agria, @a_mariana_agria

Deixe uma resposta

Shopping cart

0

No products in the cart.